"Que a escrita me sirva como arma contra o silêncio em vida, pois terei a morte inteira para silenciar um dia"



Leia, comente e deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Ao Sol - Um anjo, que chamo de amigo

Quando o sol perde o brilho

E as estrelas se escondem por trás das escuras nuvens....
[... nuvens do medo, da angustia, da solidão
Nuvens das incertezas que nos rodeiam

Olho pra longe, bem distante, além do horizonte
E imagino você aqui
Fechando os olhos por um instante

Pois quando tudo parece escuro, você me ilumina
Como uma estrela guia
Pois quando tudo parece vazio
Você preenche minha vida com seu sorriso

Sua presença constante, mesmo na ausência de seu corpo,
torna-te um anjo
Um anjo, que chamo de amigo.

12 - 05 - 2011

1 comentários:

Diego Elias disse...

Anne,
Sinceramente foi uma das melhores poesias que tive a oportunidade de ler em toda minha vida, simplesmente linda e voraz.
Belíssima, escreva mais para lermos....

Parabéns,
Diego
http://portifoliogradfisica.blogspot.com/

Postar um comentário

Olá. Deixe aqui o seu comentário sobre esse post.

Reflita sobre isso...

Recados para orkut sobre frases-de-famosos

Passaram por aqui

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes