"Que a escrita me sirva como arma contra o silêncio em vida, pois terei a morte inteira para silenciar um dia"



Leia, comente e deixe seu link para que eu possa retribuir a visita.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Para um novo amigo...

Dos anos que levo
dos que perdi no caminho,
daqueles que já não lembro
e dos que ainda trago comigo,
ficou tanto por falar
por viver
e encontrar.
Tantas histórias perdi, e nem sei bem se realmente as vivi,
se as encontrei,
apenas sei
que marcou,
mas – já passou;

Das histórias que relembro
já não é tão grande o fardo,
é apenas o acervo da vida
que insisto em carregar no presente, o que pertence ao passado,

Do que fica,
do que tenho,
não choro as lembranças
nem o passado perdido
sei que são ausências,
de uma vida, talvez mal vivida....


Homenagem à um novo amigo.
Embora sabendo muito pouco do que o aflinge,
sinto intensamente, parte do que te aflinge.

"Adaptado da internet"

2 comentários:

Eliseu disse...

Olá Anne. Me desculpe não ter respondido ainda. Apesar de já ter "pendurado a chuteira" estive bastante atarefado esses últimos dias. Nem atualizei direito o blog. Mas a partir de amanhã estou mais tranquilo e darei notícias breve.
Abraços.

Eliseu disse...

Olá Anne. Essa pegou bem no meio do coração! Volto breve.
Abraços.

Postar um comentário

Olá. Deixe aqui o seu comentário sobre esse post.

Reflita sobre isso...

Recados para orkut sobre frases-de-famosos

Passaram por aqui

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes